Categories

Most Viewed

B3 investirá R$ 600 milhões em startups

A B3 – empresa que administra a bolsa de valores brasileira – anunciou ontem um investimento de R$ 600 milhões em startups do País. O investimento ocorrerá por meio do fundo L4 Venture Builder. 

O fundo selecionará projetos em áreas com alto potencial de crescimento, como energia, carbono, DeFi, tokenização de ativos, soluções para fintechs, neobanks, crowdfunding, pagamentos e outras. 

O fundo terá um prazo de investimento de 5 anos, sem um tíquete mínimo ou quantidade de empresas definidas. Também não é plano da B3 fazer investimentos grandiosos (acima de 20% do fundo).

A gestão do fundo será liderada por Pedro Meduna, executivo que fundou a startup Tripda e tem longa experiência em empreendedorismo. 

Tractian recebe aporte de R$ 80 milhões

Fundada em 2019, a startup brasileira Tractian anunciou ontem um aporte de R$ 80 milhões em uma rodada Série A. Diferentemente de outras empresas de tecnologia que investem em tendências como metaverso e blockchain, a empresa se dedica a resolver um problema bem antigo: máquinas industriais que quebram.

A Tractian tem uma plataforma de hardware e software que, quando acoplada a sistemas industriais, pode estimar quando um equipamento da linha de produção dará problemas. A solução facilita a vida das equipes de manutenção, poupa dinheiro das companhias e já é usada por companhias como Danone, Embraer e Hyundai. A plataforma, que conta com algoritmos de IA, foi 100% desenvolvida do zero e patenteada.

Hoje, além do Brasil, a companhia tem operações no México, Paraguai e Argentina. Com o aporte, a empresa pretende expandir seu quadro de colaboradores e reforçar seu portfólio de soluções. 

Você só vê na [EXP]

O que as ações afirmativas estão afirmando e com quem estão falando?

O retrato mostrado nos comerciais é bem bonito, mas faltam consistência e comprometimento das altas lideranças para garantir a evolução profissional de pessoas e grupos minorizados nas empresas. Leia artigo de Gustavo Glasser

GetNinjas arruma a casa

O ano de 2022 tem apresentado perspectivas mais desafiadoras para startups. Um dos nomes mais conhecidos no cenário do empreendedorismo digital brasileiro, a GetNinjas foi uma das que alteraram suas estratégias para se adequar ao novo cenário.

Em entrevista à ExameEduardo L’Hotellier, fundador e CEO da GetNinjas, falou sobre a estratégia de reduzir drasticamente sua verba em marketing e o impacto dessa decisão no balanço da empresa.

A GetNinjas fechou o primeiro tri deste ano com prejuízo de R$ 3,1 milhões, forte redução em comparação aos R$ 14,5 milhões do último trimestre de 2021. Com cerca de R$ 290 milhões em caixa, a empresa ainda tem fôlego de sobra para passar por este momento mais complicado. 

Para Eduardo, a ideia inicial de investir em marketing era a de lidar com a barreira cultural que envolve o negócio da GetNinjas, que serve como ponte entre pessoas com necessidades de reparos domésticos e prestadores de serviço. “A maioria das pessoas contrata serviço por indicação. Essa é uma solução muito poderosa para desafiar”, afirma. 

Entretanto, com o novo cenário macroeconômico, a GetNinjas resolveu reduzir seu investimento em publicidade a fim de manter sua saúde financeira. “Existem dores muito maiores do que reduzir o investimento em marketing, com certeza”, diz Eduardo.

Na perspectiva do empreendedor, o momento pode, ainda que não seja o mais desejável, favorecer a empresa, inclusive na contratação de talentos. “Tem muitos bons profissionais que estavam presos a planos de opções que, nesse momento, vão virar pó”, argumenta.

Vídeos exclusivos da [EXP]

“O elo mais fraco em cibersegurança é o humano”

CEO da Bidweb, empresa de segurança de informação embarcada no Porto Digital, Flávia Brito fala sobre tecnologias que considera inovadoras para os principais desafios de cibersegurança da atualidade

Fique ligado

Dedo no gatilho – Startup americana quer criar arma que só dispara após identificar digital do dono

TikTok, Snap e mais – Infográfico mostra os apps mais baixados deste ano

Via Bluetooth – Hacker consegue destravar porta e ligar carro da Tesla remotamente

Ué, e o metaverso? – Meta prepara corte de custos em divisão de Realidade Virtual

Goodbye, fellow – Executivo-chefe de IA da Apple, Ian Goodfellow deixa empresa por discordar de retorno ao escritório

Happy Hour

Visa – Ex-Itaú, Fernando Amaral é o novo VP de Produtos e Inovação da companhia no Brasil

Gostou da nossa news?

Espalhe! É fácil de assinar e seus colegas e amigos podem acompanhar também.

É só clicar aqui e deixar seu e-mail.

Veja mais: Temos um canal de vídeo e newsletters com conteúdos exclusivos para assinantes.

Assine aqui.

Como estamos trabalhando? É sempre bom saber o que nossos leitores estão achando. Adoraríamos escutar suas impressões, críticas e sugestões à nossa newsletter e aos nossos produtos. Basta nos enviar um e-mail: exp@expnew.net.

Curadoria e edição: 

Editor-chefe: Dubes Sônego

    Leave Your Comment

    Your email address will not be published.*

    Forgot Password

    Header Ad