Categories

Most Viewed

Aleph se expande como plataforma global de publicidade online

Gastón Taratura

Após recentes investimentos que somam cerca de US$ 500 milhões, startup fundada por Gaston Taratura, que conecta canais de mídia a anunciantes em 70 países, vira unicórnio e se prepara para o IPO

Duas rodadas de investimento recebidas em agosto deste ano, e que somam cerca de US$ 500 milhões, tornaram a Aleph Holding o mais novo unicórnio da cena tech de Miami. Avaliada em US$ 2 bilhões, a empresa fundada pelo empreendedor argentino Gastón Taratura é hoje um dos maiores players globais de publicidade online, atuando em 70 países como uma plataforma que conecta anunciantes a canais digitais como Twitter, Facebook, LinkedIn, Snapchat, Twitch e TikTok, entre outros.

O alcance da companhia, e o crescimento acelerado, atraiu uma das líderes mundiais em private equity, o fundo CVC Capital Partners, que investiu US$ 470 milhões na operação. “Este investimento reflete a enorme demanda por mídia digital mundo afora. Queremos igualar a acessibilidade da publicidade digital globalmente, levando desenvolvimento econômico e soluções que não estariam disponíveis em um mundo analógico”, afirmou em comunicado o fundador e CEO da Aleph Holding, Gastón Taratura.

As soluções desenvolvidas pela Aleph envolvem algoritmos para otimização de campanhas de marketing e vendas, ajudando empresas a automatizar preços, gerenciar volume de usuários e a eficiência das campanhas de publicidade digital. Segundo a empresa, são mais de 10 mil anunciantes nos mercados em que atua.

“A Aleph opera em um atraente mercado global de mídia digital e tem um histórico impressionante de aceleração do crescimento por meio de suas relações com parceiros de mídia digital”, afirma Steven Buyse, sócio gerente da CVC, que deve apoiar o plano de expansão da investida por meio dos 24 escritórios espalhados pela Europa, Ásia e Américas.

Poucas semanas depois, um novo investidor de peso entrou na operação. O Mercado Livre, maior empresa latino-americana de comércio eletrônico, investiu outros US$ 25 milhões na Aleph Holding, com o objetivo de monetizar espaços publicitários em seus próprios canais digitais – além de criar uma parceria para desenvolver novos negócios online. “Este investimento estratégico e a sinergia entre ambas as empresas continuarão a melhorar o desenvolvimento da publicidade digital na região”, afirma Marcos Galperin, CEO e cofundador do Mercado Livre.

A proximidade entre as duas empresas vai além do investimento: os empreendedores Marcos e Gastón se conhecem há duas décadas e o COO da Aleph, Ignacio Vidaguren, foi executivo sênior do Mercado Livre por dez anos. Na América Latina, a Aleph opera com uma de suas marcas, a Internet Media Services (IMS), e conta com escritórios no Brasil, México, Argentina, Colômbia, Chile, Panamá, Peru, Equador e Uruguai – além de unidades na Europa (Espanha e Itália).

Próximo passo: IPO

Em 2021, a Aleph espera gerar US$ 1 bilhão em vendas brutas de publicidade, mais do que o dobro do resultado do ano passado, em torno de US$ 475 milhões. Logo após o anúncio do investimento da CVC Partners, foi a vez da empresa anunciar duas aquisições em mercados onde ainda não atuava: uma delas é a Ad Dynamo, fundada em 2009, na Cidade do Cabo (África do Sul), e que representa grandes empresas como Twitter, Snapchat, Spotify e Verizon Media para o continente africano.

Outro movimento foi a compra de 86% do capital da plataforma publicitária Connect Ads, do Egito – e que servirá como base para expansão dos negócios no Oriente Médio. Com isso, a Aleph espera ampliar sua atuação para 90 países.

O próximo passo é a oferta pública de ações (IPO), prevista para 2022. Para isso, a empresa reforçou seu conselho de administração, que agora é presidido pelo executivo Imran Khan, que atuou em dois dos maiores IPOs do mercado global de tecnologia, Alibaba e Snap, empresa da qual foi diretor de estratégia. O diretor financeiro do Mercado Livre, Pedro Arnt, também passou a fazer parte do board.

“A mídia digital está criando oportunidades globais dentro de mercados locais, mas sabemos que este potencial não é totalmente aproveitado. Por isso estamos empenhados em desbloquear a ‘última milha’ na mídia digital”, afirma Gastón, fundador de mais um dos unicórnios da Flórida.

Texto: Fabrício Umpierres

Foto: divulgação

    Leave Your Comment

    Your email address will not be published.*

    Forgot Password

    Header Ad