Categories

Most Viewed

Voltada para mulheres, Theia recebe aporte seed

Criada há pouco mais de dois anos, a healthtech Theia anunciou nesta semana um aporte seed de R$ 30 milhões, liderado pelo fundo norte-americano 8VC. Voltada para saúde da mulher, a startup tem um serviço de telemedicina para mulheres grávidas e para aquelas que pretendem ter filhos.

Ao Estadão, Flávia Deustch, cofundadora da empresa, diz que o dinheiro vai ser utilizado para aumentar o time de profissionais da saúde, além de ter parte destinada para tecnologia. Os novos contratados atuarão tanto na plataforma da startup quanto nos serviços oferecidos na recém-inaugurada clínica em São Paulo. A empresa também estuda se mover em direção ao universo dos planos de saúde, complementando a oferta de consultas particulares. 

Embora a fase de engatinhar esteja ficando para trás, o mercado de femtechs ainda tem um longo caminho. Entre as quase mil startups de saúde existentes no Brasil, apenas 23 são voltadas para cuidados com a mulher, de acordo com relatório da empresa de inovação Distrito. 

CEOs admitem greenwashing

O anúncio de metas ESG por grandes empresas é algo cada vez mais comum atualmente. Por outro lado, ainda há muito greenwashing por aí. É o que os próprios executivos no comando das empresas admitem, ou pelo menos parte deles. 

Uma nova pesquisa encomendada pelo Google Cloud com cerca de 1,5 mil CEOs de empresas em vários países mostra que ainda falta muito para o discurso virar prática. De forma anônima, 58% dos entrevistados admitiram que suas empresas praticam greenwashing. Por outro lado, 93% disseram que estariam dispostos a atrelar seus bônus a metas ESG, ou já fazem isso. 

A pesquisa apontou ainda que medir o progresso é uma das maiores dificuldades. Apenas 36% dos executivos disseram que suas companhias têm ferramentas de medição para acompanhar seus esforços de sustentabilidade, e apenas 17% têm uma plataforma de software específica para esse fim. A FastCompany observa que isso pode mudar em breve, por força da lei. A publicação informa que os Estados Unidos estudam tornar obrigatória a divulgação de dados de emissão de carbono por empresas listadas na bolsa.

Você só vê na [EXP]

A liderança do futuro

No mundo 4.0, é preciso lidar com uma grande quantidade de informações, em enorme velocidade e volatilidade e, simultaneamente, deve-se dedicar cada vez mais tempo para se conectar profundamente com as pessoas ao seu redor

I want you back

Dois anos após o início da pandemia, as grandes empresas começam a retornar ao trabalho. E em muitos casos fazem de tudo para tentar convencer os funcionários a voltar ao trabalhoEm longa reportagem, o NY Times mostra as iniciativas do Google e de outras grandes empresas do Vale do Silício para estimular seus colaboradores a abandonar o home office.

Com dinheiro de sobra, o Google contratou uma série de shows da cantora pop Lizzo – uma das mais bombadas no momento nos EUA. Os show serão realizados até o fim deste mês na sede da empresa.

Outras empresas, como Microsoft e Qualcomm, também apostam na estratégia “shows + comida grátis” para atrair funcionários para o escritório. No caso da Microsoft – que, ao contrário das maiores rivais, não banca a alimentação dos funcionários  – a volta ao escritório resultou também no refeitório cheio em dia de refeição gratuita.

Ao NY Times, o consultor especializado em questões de trabalho Nick Bloom afirma que a tática pode funcionar a curto prazo. Mas diz que as empresas deverão adotar estratégias mais maduras para tentar incentivar o trabalho no local de forma mais permanente. “Os funcionários não vão vir sempre só por causa das firulas. O que vamos fazer depois? Chamar o Justin Bieber ou a Katy Perry?”, questiona.

Vídeos exclusivos da [EXP]

“Educação é a única arma que pode mudar o mundo”

Jotapê Lara, fundador da New School, fala sobre a importância dos serviços educativos para o desenvolvimento social

Fique ligado

Imprevisível – Elon Musk oferece US$ 41 bilhões para comprar todas as ações do Twitter

O futuro é elétrico – Califórnia tem plano para acabar com carros movidos a derivados de petróleo até 2035

Desvalorizado – Leilão de NFT do primeiro tuíte de Jack Dorsey tem maior lance de apenas US$ 280

Taxman – Meta vai cobrar quase 50% de comissão sobre itens vendidos no Horizon Worlds

Sabor exótico – Startup começará a vender em breve carne de tigre criada em laboratório

Happy hour

Neogrid – Ex-Totvs e Mercado Livre, Carlos Pereira é o novo CTO da companhia

Gostou da nossa news?

Espalhe! É fácil de assinar e seus colegas e amigos podem acompanhar também.

É só clicar aqui e deixar seu e-mail.

Veja mais: Temos um canal de vídeo e newsletters com conteúdos exclusivos para assinantes.

Assine aqui.

Como estamos trabalhando? É sempre bom saber o que nossos leitores estão achando. Adoraríamos escutar suas impressões, críticas e sugestões à nossa newsletter e aos nossos produtos. Basta nos enviar um e-mail: exp@expnew.net.

Curadoria e edição: 

Editor-chefe: Dubes Sônego

    Leave Your Comment

    Your email address will not be published.*

    Forgot Password

    Header Ad