Categories

Most Viewed

EXP e Woke se unem para criar mapa de liderança no Brasil

Perfil de Liderança - EXP - Woke

Diagnóstico de Estilo de Liderança desenvolvido pela peopletech servirá de base para estudo inédito e parceria de conteúdo sobre líderes no país. Descubra já qual é o seu perfil.

EXP e a peopletech Woke uniram forças para criar um Mapa de Liderança no Brasil.  O ponto de partida é o lançamento do levantamento inédito – Diagnóstico de Estilo e Liderança 2022 -, feito pela Woke e que servirá de base para uma série de artigos, análises e reports exclusivos nos canais da EXP.

De dezembro de 2021 a março de 2022, a Woke fez uma pesquisa de abrangência nacional, com 588 executivos usando recortes por senioridade – gerência, diretoria, C-level, CEO -, e gênero para detectar os perfis, os comportamentos e as competências mais predominantes nos líderes das empresas brasileiras da atualidade.

“A primeira coisa: não existe nada parecido no mercado”, diz Eduardo Valentin, sócio e CMO da Woke.“ Trata-se de um combo que une pesquisa e ferramenta para alavancagem de performance a ser usado por líderes e liderados que querem estar preparados para os desafios do futuro do trabalho na nova economia.”  

Criada em 2016 e presente hoje no Brasil, América Latina e EUA, a peopletech atua em recrutamento para alta gestão e já respondeu pela formação de seis entre os vinte unicórnios do país, como Nuvemshop, Ebanx e Quinto Andar.   

A metodologia toma por base os estudos de George Litwin e Richard Stringer, psicólogos de Harvard que usam as seis definições de Daniel Goleman, uma das principais autoridades globais nos temas liderança e inteligência emocional.

Assim, o questionário permite identificar as características positivas e negativas de cada estilo e refletir sobre o que é possível fazer para encontrar o equilíbrio entre as diferentes abordagens no dia a dia da empresa de forma assertiva, responsável e inspiradora.  

De acordo com o executivo da Woke, ninguém tem apenas um ou todos os estilos, mas alteram as abordagens dependendo do momento e do contexto, maturidade da equipe, grau de dificuldade do projeto e tarefas, além do imponderável.

“A pesquisa demonstra a importância e os impactos da aplicação de cada estilo, reforçando o conceito de liderança situacional, o que envolve autoconhecimento e adaptabilidade, imprescindíveis para atuar na nova economia”, explica Valentin.

  

Os seis estilos de Goleman:

 

1- Afiliativo: Primeiro as pessoas, depois as tarefas. 

Eu trabalho duro para criar um forte senso de pertencimento para toda a equipe.” 

Objetivo: Criar harmonia entre as pessoas.

 

2- Democrático: Vamos trabalhar juntos.

Eu acredito que todos nós podemos ter boas ideias sobre um problema se o discutirmos como uma equipe.” 

Objetivo: Construir compromissos e gerar novas ideias.

  

3- Coaching: Investir tempo nas pessoas é muito importante.

“Deixe-me ajudá-lo a se desenvolver.”

Objetivo: Desenvolvimento profissional de longo prazo nos indivíduos.

  

4 -Visionário: Define metas, mas estimula a experimentação e a tomada de riscos calculados.

“Vamos sempre lembrar do propósito maior.”  

Objetivo: Inspirar os outros e fornecer uma direção e visão de longo prazo de onde se quer e se pode chegar.

  

5- Coercitivo: Foco na execução, sem discussão.

“Faça porque eu digo”.

Objetivo: Cumprimento imediato de tarefas.

  

6- DirecionadorQualidade e perfeição em primeiro lugar.   

Faça do meu jeito, porque é o melhor jeito”.  

Objetivo: Realizar tarefas com altos padrões de excelência.

  

Momento de transformação

A Pesquisa Perfil de Liderança [EXP] + Woke oferece uma oportunidade de autoconhecimento e aprendizados gratuitamente para qualquer profissional interessado, mas também serve de bússola para explorar mais fundo as necessidades das empresas e executivo no desenvolvimento de habilidades pessoais específicas para gestores e equipes.

“O objetivo dessa parceria é ampliar a base de participantes do Diagnóstico de Estilo de Liderança e assim criar um mapa mais abrangente de como se comportam os líderes brasileiros. Essa radiografia será uma ferramenta poderosa que usaremos para construir uma trilha de conhecimento e crescimento profissional para nossos leitores e assinantes”, acrescenta Arnaldo Comin, sócio e diretor editorial da [EXP].

A pesquisa é contínua e será desdobrada em conteúdo editorial em diversos formatos, tentando mergulhar e trazer novos insights a partir de cada dimensão dos estilos de Goleman. Quanto maior for a base, mais impacto e relevância ela trará para os participantes, empresas e o mercado.

    Leave Your Comment

    Your email address will not be published.*

    Forgot Password

    Header Ad